PS CORAÇÃO DE JESUS

Julho 07 2009

Ao abster-se cínicamente na votação do empréstimo destinado à reabilitação urbana, o PSD deu um rude golpe na recuperação do parque edificado da cidade de Lisboa.

 

Esta proposta visava:

 

- recuperar todas as obras paralisadas por falta de pagamento aos empreiteiros, por parte do PSD/Santana Lopes, quando governava a cidade;

 

- devolver às suas habitações originais as centenas de famílias que, à época, foram colocadas pela Câmara em habitações de arrendamento e que custam anualmente ao Município mais de 1 milhão e 200 mil euros em rendas:

 

- recuperar o parque edificado diverso e equipamentos de ensino;

 

- intervir com dimensão de escala em bairros degradados da Freguesia de Marvila;

 

- recuperar espaço público e equipamentos culturais.

 

Ao todo, compreendia mais de 340 intervenções.

 

O PSD cumpriu deste modo a determinação de Santana Lopes : é para chumbar. Lamenta-se porém o expediente encontrado. Votar contra, abstendo-se...

 

Esta votação prejudica sobretudo as pessoas da cidade, os cidadãos desalojados das suas habitações  e os moradores dos Bairros Municipais de Marvila.

 

O PS lamenta profundamente esta falta de sentido de responsabilidade do maior partido da oposição.

O PS, não obstante todos os obstáculos levantados por esta oposição irresponsável, continuará a trabalhar para encontrar soluções que permitam ultrapassar este obstáculo criado à reabilitação da cidade.

 

Não desistiremos.

 

O Presidente do PS/Lisboa

 

Miguel Coelho

 

publicado por pscoracaodejesus09 às 23:58

Julho 07 2009

A maioria social-democrata na Assembleia Municipal  de Lisboa inviabilizou hoje a contratação de um empréstimo de 120 milhões de euros para reabilitação urbana.  
  
A presidente da Assembleia Municipal, Paula Teixeira Cruz (PSD), votou a favor, divergindo dos deputados sociais-democratas.   
  
A maioria social-democrata absteve-se, mas a proposta necessitava de uma maioria de dois terços para ser aprovada.
  
A proposta de contratação do empréstimo para reabilitação urbana foi rejeitada com a abstenção do PSD, CDS-PP e BE e os votos favoráveis do PS, PCP, PEV e da presidente da Assembleia.  
  
O PSD já tinha viabilizado hoje a contratação de um empréstimo de 130  milhões de euros, pedido ao abrigo do programa de regularização de dívidas do Estado (PREDE), numa votação em que os deputados sociais-democratas se abstiveram porque não precisava de uma maioria de dois terços.

Mais uma vez a maioria social-democrata da Assembleia Municipal de Lisboa, coloca à frente os interesses partidários, (que os problemas da cidade se acumulem para depois atribuir as culpas a António Costa) do que resolver os problemas da cidade. muitos dos quais criou ou acelerou.

publicado por pscoracaodejesus09 às 19:16

Julho 07 2009

As candidaturas às eleições autárquicas marcadas para 11 de Outubro terão de ser entregues ao juiz de comarca competente até ao dia 17 de Agosto, de acordo com mapa-calendário das operações eleitorais divulgado pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).
  
De acordo com a Lei Eleitoral dos Órgãos das Autarquias Locais, as candidaturas  terão de ser entregues perante o juiz de comarca competente em matéria cível  com jurisdição na sede do município respectivo até 55 dia anterior ao acto  eleitoral.  
  
Assim, e conforme estabelece o mapa-calendário divulgado pela CNE, o prazo limite para a apresentação das candidaturas para as autarquias locais será o dia 17 de Agosto.  
  
Também até dia 17 de Agosto terão de ser apresentados os orçamentos de campanha junto da Entidade das Contas e Financiamentos dos Partidos Políticos. 
  
Ainda antes dessa data, a partir de 29 de Julho, e até 11 de Outubro, será suspensa a actualização do recenseamento eleitoral dos cidadãos portugueses. 
  
O período de suspensão inicia-se, assim, no 60 dia que antecede a realização das eleições legislativas - marcadas para 27 de Setembro - e termina no dia das eleições autárquicas.  
  
A campanha eleitoral para as eleições autárquicas irá decorrer entre  29 de Setembro, ou seja dois dias depois das eleições legislativas, e o dia 09 de Outubro.  

Ainda segundo o mapa-calendário divulgado pela CNE, a prestação de contas da campanha eleitoral perante a Entidade das Contas e Financiamentos dos Partidos Políticos terá que ser feita até 90 dias após a proclamação oficial dos resultados. 

publicado por pscoracaodejesus09 às 19:06

RIGOR E COMPETÊNCIA
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

17
18

20
24
25

26
27
29


as minhas fotos
pesquisar
 
Eleitos socialistas para a Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus
Eduardo Faria Caetano; Ermelinda Caetano; José Manuel dos Santos; Sónia Miranda.
Suplentes à Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus pelo PS
Gustavo Seia; Maria Natércia Constâncio; Manuel Alçada Alves; Maria Teresa Silva; Hugo a Malcato; Manuela Brás Valente; Carlos Miranda; Luísa Sofio; José Bessa
Contacte connosco
coracaodejesus09@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO