PS CORAÇÃO DE JESUS

Abril 26 2010

O primeiro ministro afirmou hoje que em breve  o Governo assinará com a Câmara de Lisboa um protocolo para a cedência de  terrenos na frente ribeirinha e começará a concessionar espaços libertados  pelos ministérios no Terreiro do Paço.  
  
As palavras de José Sócrates foram proferidas durante a sua visita  às obras de qualificação do Terreiro do Paço, cuja primeira fase custou  cerca de 20 milhões de euros e que estará concluída antes da sessão do Papa  Bento XVI neste local, a 11 de maio.  
  
Debaixo de sol intenso, José Sócrates esteve no Terreiro do Paço acompanhado  pelo presidente da Câmara de Lisboa, António Costa e pelos ministros da  Presidência (Pedro Silva Pereira), da Justiça (Alberto Martins), da Administração  Interna (Rui Pereira), da Agricultura (António Serrano), das Obras Públicas  (António Mendonça) e da Cultura (Gabriela Canavilhas).  
  
Além de vários secretários de Estado, marcaram ainda presença na sessão  os vereadores José Sá Fernandes e Manuel Salgado, assim como pelo governador  civil de Lisboa, António Galamba.  
  
Antes de o primeiro ministro usar da palavra, o presidente da Câmara  de Lisboa lançou um repto ao Governo no sentido de contribuir para a posterior  animação e revitalização do Terreiro do Paço.  
  
"É essencial que rapidamente sejam postos a concurso estes espaços  que estão libertados por ministérios, de forma a que possam ser ocupados  por restaurantes ou por pastelarias. Queremos ver esta praça invadida por  esplanadas onde as pessoas a possam fruir verdadeiramente e onde o Estado  possa também encaixar a devida renda pela utilização do seu património",  apelou o presidente da Câmara.  
  
Na resposta, o primeiro ministro prometeu que brevemente "serão lançados  os concursos de concessão dos espaços" libertados pelos ministérios, "para  que de uma vez por todas o Terreiro do Paço fique ao serviço da cidade e  dos cidadãos".  
  
"Durante toda a minha vida política, ouvi muitos discursos sobre a  necessidade de devolver o Terreiro do Paço aos cidadãos. Tenho por isso  o maior orgulho em ser primeiro ministro de um Governo que efetivamente  deu o primeiro passo muito significativo para que esta praça seja usufruída  por todos os cidadãos", disse.  
  
Segundo Sócrates, o Governo está já em condições de "fazer as primeiras  concessões para que algumas actividades económicas se instalem no Terreiro  do Paço".  
  
Ainda de acordo com o primeiro ministro, o seu Governo assinará com  a Câmara de Lisboa "um acordo que visa devolver à cidade a gestão de territórios  ribeirinhos não necessários à actividade portuária".  
  
"Isso será uma revolução e uma mudança estrutural na gestão da cidade.  E, na verdade, não havia nenhuma razão para que não fosse feita há mais  tempo", considerou o primeiro ministro.  
  
Dirigindo-se a António Costa, Sócrates disse depois sempre ter acreditado  que "grande parte desses espaços  1/8sob administração do Porto de Lisboa 3/8  ficariam melhor na gestão da Câmara e nas opções urbanísticas que os cidadãos  tomam quando elegem as câmaras municipais".  
  

"Sei que o presidente da Câmara de Lisboa sempre se bateu por isso,  sei que os seus vereadores se bateram por isso e, como tal, penso estarmos  perante um momento da maior importância para a autarquia de Lisboa e para  a cidade", acrescentou. 
 

in Lusa

publicado por pscoracaodejesus09 às 18:53

Abril 26 2010

O presidente da Câmara de Lisboa recusou hoje que a sua autarquia seja em termos reais a mais endividada do país, contrapondo que em 2009 foi a que mais reduziu os prazos de pagamento aos fornecedores.

 

António Costa falava aos jornalistas, após a visita do primeiro ministro, José Sócrates, às obras de requalificação do Terreiro do Paço.

 

O anuário financeiro dos municípios, hoje divulgado pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, revela que as despesas dos municípios ultrapassam em 30 por cento a capacidade de pagamento das instituições.

 

No ranking dos municípios com maior índice de endividamento em 2008 lidera Lisboa, seguida de Vila Nova de Gaia, Aveiro, Porto e Gondomar.

 

Confrontado com esta estimativa, António Costa recusou a lógica de comparação com base "em números absolutos", considerando "evidente que um concelho com a dimensão de Lisboa tem sempre dívidas maiores do que outros".

 

"O que importa aferir é a rota que tem sido seguida, que felizmente é uma rota positiva. Temos vindo sistematicamente a diminuir os prazos de pagamento e ainda no ano passado fomos o município que mais reduziu esses prazos de pagamento aos fornecedores", contrapôs o presidente da Câmara de Lisboa.

 

De acordo com o presidente da Câmara de Lisboa, atualmente, a dívida da autarquia aos fornecedores "é diminuta e a dívida (global) está estruturada a longo prazo e já não constitui um grande problema para o Município".

 

"A dívida histórica, que resulta essencialmente da operação de realojamento, será paga no calendário previsto", advogou.

publicado por pscoracaodejesus09 às 18:24

Abril 08 2010

Freguesia do Coração de Jesus

Dia Mundial da Saúde 2010

Debate público sobre a saúde na freguesia e o futuro da extensão do Centro de Saúde na Av. Duque de Loulé Sexta-feira, 9 de Abril, 21 horas no Hotel Embaixador

 

A extensão do Centro de Saúde, na Av. Duque de Loulé, desde há muito anos tem sofrido de abandono e desinvestimento.

 

Têm vindo a piorar as condições em que os profissionais ali prestam serviço e, sobretudo, a qualidade do atendimento da população utente.

 

Na Assembleia e na Junta de Freguesia este problema tem sido abordado e foram já feitas algumas diligências junto de entidades responsáveis.

 

A mais recente destas foi um abaixo-assinado, subscrito por cerca de 200 pessoas.

 

Nos órgãos municipais foram tomadas decisões quanto a equipamentos de saúde na cidade. A saúde é igualmente definida como área prioritária pela Assembleia da República e pelo Governo.

 

 Persiste, na freguesia, um sentimento de grande preocupação, sobretudo entre as pessoas que, no presente, mais necessitam de um serviço público de saúde com qualidade.

 

A propósito do Dia Mundial da Saúde, que se assinala anualmente a 7 de Abril, a Assembleia de Freguesia do Coração de Jesus decidiu, por unanimidade, levar a cabo um debate sobre a saúde na freguesia e o futuro da extensão do Centro de Saúde na Av. Duque de Loulé.

 

Todas as forças políticas concordaram realizar esse debate no dia 9 de Abril, sexta-feira, a partir das 21 horas, no Hotel Embaixador, e decidiram convidar:

- a ministra da Saúde;

- os dirigentes superiores de organismos públicos com responsabilidades nesta área (a Administração Regional de Saúde, o Agrupamento de Centros de Saúde Lisboa Central e o Centro Hospitalar Lisboa Central);

- os médicos, enfermeiros e demais funcionários da extensão do Centro de Saúde;

- representantes da Câmara Municipal de Lisboa e das forças políticas representadas na Assembleia de Freguesia.

 

Apela-se à participação da população, que terá assim oportunidade de expor as suas preocupações e ouvir informações e explicações.

 

Lisboa, 6 de Abril de 2010

 

A Assembleia e a Junta de Freguesia do Coração de Jesus

publicado por pscoracaodejesus09 às 16:24

RIGOR E COMPETÊNCIA
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
28
29
30


as minhas fotos
pesquisar
 
Eleitos socialistas para a Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus
Eduardo Faria Caetano; Ermelinda Caetano; José Manuel dos Santos; Sónia Miranda.
Suplentes à Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus pelo PS
Gustavo Seia; Maria Natércia Constâncio; Manuel Alçada Alves; Maria Teresa Silva; Hugo a Malcato; Manuela Brás Valente; Carlos Miranda; Luísa Sofio; José Bessa
Contacte connosco
coracaodejesus09@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO