PS CORAÇÃO DE JESUS

Julho 26 2011
publicado por pscoracaodejesus09 às 18:11

Julho 26 2011

A Avenida Duque de Loulé é uma das principais artérias que cruzam a nossa freguesia. Liga a importante Praça José Fontana com a sua majestosa escola secundária Luis de Camões, outrora Liceu de Camões, ao não menos imponente Marquês do Pombal que recorda o grande obreiro da reconstrução de Lisboa após o terramoto de 1755.

 

Milhares de carros e de pessoas por ela passam e circulam durante os dias de semana, e não apenas os seus moradoras deslocando-se de e para o seu trabalho. Muitos são os turistas que por ela circulam no afã de tudo visitar e de tudo abarcar durante a sua estadia nesta bela cidade que rivaliza com outras tantas capitais do velho continente.

 

A Junta de Freguesia tem uma especial responsabilidade na conservação dos passeios, que, em Lisboa, por serem a tradicional calçada lisboeta, assumem uma importância maior que em outras capitais.

 

A Junta de Freguesia de Coração de Jesus recebeu da Câmara Municipal de Lisboa a título de transferências ao abrigo de um protocolo assinado para Manutenção e conservação de espaços públicos, a quantia de €28.178,15 (vinte e oito mil cento e setenta e oito euros e quinze cêntimos). Assinado de livre vontade pelas partes transferiu assim a edilidade de Lisboa a competência e os meios financeiros necessários para a conservação dos passeios da nossa freguesia.

 

No Relatório de Exercício de 2010 apresentado pelo Executivo social-democrata da Junta de Freguesia de Coração de Jesus à Assembleia de Freguesia em reunião ordinária no dia 20 de Maio do corrente ano, ficámos a saber que o Executivo efectuou a reposição de calçadas em diversas ruas da Freguesia, entre as quais a Avenida Duque de Loulé.

 

Divagação pura, porque quem vive e circula diariamente nesta freguesia não se lembra de tais obras de calcetamento. Senão vejamos.

 

Na reunião ordinária da Assembleia de freguesia atrás referida, o grupo parlamentar do Partido Socialista pela voz do seu primeiro eleito, alertou o
Executivo de que ao contrário do alegado, várias vias de comunicação da nossa freguesia se encontravam em estado muito deplorável.

 

Como exemplo, apontou precisamente o da Av. Duque de Loulé que do lado direito no sentido de quem caminha em direcção ao Marquês do Pombal, no passeio onde anteriormente se encontrava a paragem dos autocarros, movida de local após desmoronamento de prédio da esquina com a R. Camilo Castelo Branco. Acontece que há anos o pavimento da estrada recebeu novo tapete de alcatrão.

 

Com a subida das temperaturas e com a passagem de veículos pesados nomeadamente autocarros que ai paravam para receber e largar passageiros, o alcatrão liquefeito pelo calor foi sendo projectado para o passeio ai se acumulando em vários montes independentes. Com o passar dos tempos ao "buraco" na estrada correspondiam vários montes no passeio já de si estreito devido aos tapumes que foram colocados "provisoriamente" em frente ao edifício desmoronado.

 

Ao perigo das motas que não raramente apanhadas inadvertidamente no buraco se vêm aflitas para controlar a sua rota e não pisarem o passeio, acresce a incomodidade para os peões, que ao não terem "pneus de motocrosse", fazem autênticos malabarismos para não cair naquela extensão de passeio. E não é pequena.

 

Com a competência delegada de manter os espaços públicos, nomeadamente os passeios, o Executivo da Junta de Freguesia deveria efectivamente cuidar do bem-estar dos fregueses e de quem usa a freguesia como local de trabalho ou de passagem, mandando arranjar o passeio que, salvo melhor opinião, deverá, no caso vertente, representar apenas e tão só a retirada das camadas de alcatrão depositadas em pleno passeio.

 

Alertado para o problema, dado como exemplo, já que outros existem na Freguesia, e depois de garantir que na Freguesia não há passeios com buracos (no caso vertente terá razão já que não se trata de buraco mas sim de autênticos montes) o Presidente da Junta de Freguesia não demonstrou qualquer intenção de com isso se preocupar.

 

Se melhor o pensou melhor o fez já que, passados que são quase três meses sobre a data da reunião, o passeio lá continua a estar com os seus montes que estão perto de se transformar em atracção turística por antiguidade, demonstrando a total inépcia do actual Executivo em cumprir com as funções que lhe estão adstritas nomeadamente aquelas que lhe advém de protocolos livremente assumidos com a Câmara Municipal de Lisboa.

 

Em época de crise e de contenção, chega a perguntar-se qual o sentido de atribuir uma verba tão elevada para um protocolo que depois não é levado à prática, podendo essa verba ser melhor utilizada senão pela Junta, pelo menos pela Câmara Municipal de Lisboa.

 

Pode ser que com a junção das freguesias na sequência da Reforma Administrativa da capital, o novo executivo da Junta de Freguesia de Santo António, possa, com outros meios e competências e sobretudo com outras gentes trabalhar efetivamente em prol da comunidade cumprindo com as suas obrigações.

 

No entretanto, caro freguês, tenha cuidado quando circular no passeio da Av. Duque de Loulé, do lado em direcção ao Marquês do Pombal. Circule junto à parede. Tenha cuidado com os montes no passeio, e sobretudo com a possibilidade de ser atingido por uma mota ou um carro.

 

publicado por pscoracaodejesus09 às 10:59

Julho 25 2011

 

O mapa final proposto pelo PS e pelo PSD para Lisboa continua a propor 24 freguesias em vez das actuais 53, embora com alguns “ajustamentos de fronteiras” em relação à proposta inicial. O acordo entre os dois partidos prevê que as transferências anuais para as juntas de freguesia aumentem de 23 para 68 milhões de euros, para que estas possam assumir novas competências.

 

Esta proposta, a que o PÚBLICO teve acesso, vai ser discutida quarta-feira, numa reunião pública da Câmara de Lisboa. PS e PSD emitiram ontem um comunicado conjunto dando conta de que está concluído o processo negocial referente à reforma administrativa da cidade e sublinhando que este “pretende também ser um contributo e um incentivo para a reforma administrativa que se avizinha no país”.

A proposta que está em cima da mesa divide Lisboa em 24 freguesias e desta vez são já indicadas as designações que deverão assumir. No documento diz-se que se procurou “por, no essencial, manter inalteradas as designações das freguesias que se mantêm com a actual configuração”. Santa Maria dos Olivais passa a chamar-se apenas Olivais e a única nova freguesia de Lisboa assume a designação de Parque das Nações.

Nos casos em que houve junção de freguesias, PS e PSD dizem que os nomes propostos “resultam de uma ampla discussão com a cidade e seus agentes, nomeadamente presidentes de Junta de Freguesia, a Comissão de Toponímia, o Gabinete de Estudos Olisiponenses, olisipógrafos, historiadores e todos os lisboetas que quiseram participar no processo de debate público”.

Desse processo surgiram designações como Areeiro (para a junção de Alto do Pina e São João de Deus), Santo António (São Mamede, São José e Coração de Jesus), Santa Maria Maior (para a junção de 12 freguesias da zona da Baixa), Estrela (Lapa, Santos-o-Velho e Prazeres), Campo de Ourique (Santo Condestável e Santa Isabel), Misericórdia (Mercês, Santa Catarina, Encarnação e São Paulo), Avenidas Novas (São Sebastião da Pedreira e Nossa Senhora de Fátima) e Santa Clara (Charneca e Ameixoeira).

“Eventualmente poderá haver um ou dois casos alvo de polémica, mas estas são propostas bem fundamentadas”, disse ao PÚBLICO o líder do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa, lembrando que a questão dos nomes das freguesias foi aquela que gerou uma maior participação dos cidadãos no período de discussão pública.

Quanto aos limites territoriais, António Prôa lembra que desde o início das negociações se estabeleceu o princípio de “não fazer alterações relevantes nas actuais fronteiras”. Ainda assim, explica o deputado municipal, revelou-se necessário fazer alguns “acertos de pormenor” em casos em que as divisões entre freguesias estavam “desactualizadas”. Isso aconteceu na divisão entre Benfica e Carnide (algo que aliás já tinha sido proposto pelos actuais presidentes destas duas juntas) e nas fronteiras entre Olivais, Santa Clara (Ameixoeira e Charneca) e Lumiar.

Prevê-se também que as juntas de freguesia recebam novas competências na “gestão e manutenção do espaço público”, “gestão de equipamentos”, “intervenção comunitária” e “política de habitação”. Para isso PS e PSD propõem que a autarquia transfira anualmente para as juntas 68.031.025 euros, valor que contrasta com os actuais 23.755.530.

A proposta também diz que “mais competências e meios requerem, também, o repensar do modo de organização dos executivos das Juntas de Freguesia, consagrando o aumento do número de permanências nos membros do executivo”. Haverá ainda transferência de meios humanos para as juntas mas, sublinham PS e PSD, “esta transferência não pode representar um aumento do número de trabalhadores que prestam actualmente serviço na Câmara e Juntas de Freguesia”.

Depois de aprovada na Câmara de na Assembleia Municipal, esta proposta terá de seguir para a Assembleia da República. “Estou em crer que o facto de ter havido eleições e a intervenção da troika sobre a necessidade de se fazer uma reforma administrativa no país vai fazer com que esta proposta seja recebida com maior naturalidade”, diz António Prôa, que continua a defender que as alterações no mapa administrativo de Lisboa avancem “de forma independente” do resto de Portugal.

publicado por pscoracaodejesus09 às 20:12

Julho 23 2011

Os socialistas tomaram conhecimento de uma proposta apresentada pelo executivo da Junta de Freguesia de S. José aos seus fregueses para que, na sequência da reforma administrativa da cidade de Lisboa que está em curso e que conta com o apoio maioritario dos grupos parlamentares do PS e do PSD na Câmara Municipal de Lisboa, apresentem proposta de logotipo para a nova freguesia de Stº. António, freguesia que englobará as atuais freguesias de Coração de Jesus, S. José e S. Mamede.

 

Apesar de o presidente da Junta de Freguesia de S. José não ser socialista, pois foi eleito por uma lista do PSD, partido concorrente do PS nas eleições autárquicas, não podemos deixar de saudar a iniciativa do autarca já que demonstra que na sequência das decisões do seu partido, está apostado no futuro deixando para trás saudosismos que a nada conduzem.

 

Os socialistas de Coração de Jesus lamentam que, por sua vez, o presidente da Junta de Freguesia de Coração de Jesus, não tenha a mesma visão de futuro e continue a assumir-se contra a reforma elaborada por um acordo entre os dois maiores partidos representados na Assembleia Municipal de Lisboa.

 

Lamentavelmente, um presidente que pouco mais faz do que promover passeios e idas à praia, continua agarrado a velhas idiossincrasias e pretende continuar com uma junta de freguesia que poucos meios tem para poder acorrer as reais necessidades da população, continua a descurar a importância da junção de esforços, da criação de freguesias que em termos de território e de população sejam mais semelhantes, em vez das freguerias com poucas centenas de fregueses contra as que têm muitos milhares e por isso mesmo levam habitualmente o grosso dos recursos.

 

Os socialistas saúdam por isso mesmo o autarca de S. José e desejam que a iniciativa se possa alargar aos fregueses das três freguesias já que todos terão certamente uma palavra a dizer.

 

Lisboa, 23 de Julho de 2011

 

Os socialistas eleitos em Coração de Jesus

 

 

Nota: em anexo se publica a nota do executivo da Junta de Freguesia de S. José:

 

publicado por pscoracaodejesus09 às 12:11

Julho 23 2011

Caros fregueses e amigos,

 

Depois de um interregno de cerca de um ano, este blogue volta ao vosso convivio renovado e com esperança que ele sirva de local de encontro entre todos os que estejam inteessados em trabalhar em prol da nossa freguesia e da nossa população.

 

Os cumprimentos de toda a equipa socialista,

 

Bem hajam

publicado por pscoracaodejesus09 às 12:08

RIGOR E COMPETÊNCIA
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22

24
27
28
29
30

31


as minhas fotos
pesquisar
 
Eleitos socialistas para a Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus
Eduardo Faria Caetano; Ermelinda Caetano; José Manuel dos Santos; Sónia Miranda.
Suplentes à Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus pelo PS
Gustavo Seia; Maria Natércia Constâncio; Manuel Alçada Alves; Maria Teresa Silva; Hugo a Malcato; Manuela Brás Valente; Carlos Miranda; Luísa Sofio; José Bessa
Contacte connosco
coracaodejesus09@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO