PS CORAÇÃO DE JESUS

Março 10 2010

A Câmara Municipal de Lisboa vai, ao longo deste  ano, fazer obras no pavimento de 280 vias da cidade, entre as quais a Segunda  Circular e a Calçada de Carriche, que implicarão restrições de mobilidade  para os automobilistas.  
  
Segundo o vereador da Mobilidade, Infra-Estruturas e Obras Municipais,  Fernando Nunes da Silva, ao todo são 115 mil metros quadrados de intervenções,  que representam um investimento de 8 800 milhões de euros.  
  
A Segunda Circular sofrerá reparações entre o LNEC e a saída para o  RALIS, na direção Benfica/Aeroporto, com previsão de conclusão em maio,  enquanto que a repavimentação da Calçada de Carriche deverá estar concluída  em julho.  
  
A avenida do Brasil, a avenida Padre Cruz, a avenida da Ilha da Madeira,  a praça Paiva Couceiro, a zona envolvente ao Príncipe Real, a avenida de  Brasília e a dos Defensores de Chaves são outras vias que irão ter obras. 
  
As ruas de interior de bairro também vão sofrer intervenções, à medida  que os esquemas de mobilidade dentro dos bairros vão sendo concluídos.  
  
"Não há milagres. Não há grande capacidade de fazer desvios de trânsito  muito significativos. Vão haver sacrifícios. Quando estou a fazer intervenções  na Calçada de Carriche e na Segunda Circular tenho de impor restrições",  admitiu Nunes da Silva.  
  
"Vamos tentar que o impacto para os automobilistas seja o menor possível",  acrescentou, salientando que o investimento em arruamentos representa este  ano um aumento de 40 por cento em relação a 2009.  
  
Nunes da Silva realçou, contudo, que a verba para os arruamentos está  dependente da aprovação do Orçamento da autarquia lisboeta pela Assembleia  Municipal (AML).  
  
"Estamos a viver dos duodécimos, não temos orçamento aprovado, porque  o executivo não tem maioria na AML e é preciso que as pessoas saibam que  as obras só não se fazem por causa da chuva ou por boicote por parte da  AML", afirmou.  
  
O vereador considerou que "este inverno tem sido preocupante por causa  da muita pluviosidade numa cidade velha, onde durante demasiados anos não  se fizeram intervenções nos arruamentos".   
  
"Não vale a pena fazer intervenção nestes buracos enquanto a chuva não  parar", disse, salientando que tapar buracos é caro e ineficaz quando se  tem chuva permanentemente.   
  
"O que é importante é o que vai acontecer a seguir. Vamos fazer intervenções  de fundo e a partir do próximo ano esperamos fazer isso de forma sistemática,  esperando que daqui a 10 anos teremos as ruas de Lisboa como deve ser",  considerou.  
  
 Segundo dados da CML, em 2009, a autarquia registou 796 queixas de cidadãos  relacionadas com o mau estado do pavimento, quando no ano anterior apenas  se verificaram 470 e, em 2007, 486.  
  
 Este ano, já se verificaram 100 queixas de munícipes devido ao mau estado  dos arruamentos.   
  
"Estamos a pagar 60 mil euros por ano em indemnizações o que é significativo",  acrescentou.

publicado por pscoracaodejesus09 às 10:43

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



RIGOR E COMPETÊNCIA
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
30
31


as minhas fotos
pesquisar
 
Eleitos socialistas para a Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus
Eduardo Faria Caetano; Ermelinda Caetano; José Manuel dos Santos; Sónia Miranda.
Suplentes à Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus pelo PS
Gustavo Seia; Maria Natércia Constâncio; Manuel Alçada Alves; Maria Teresa Silva; Hugo a Malcato; Manuela Brás Valente; Carlos Miranda; Luísa Sofio; José Bessa
Contacte connosco
coracaodejesus09@gmail.com
subscrever feeds
blogs SAPO