PS CORAÇÃO DE JESUS

Junho 28 2010

Reuniu-se no passado dia 25 de Junho de 201o em reunião ordinária a Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus.

 

A reunião decorreu às 21h15 no Hotel Embaixador sito na Av. Duque de Loulé n.º 73.

 

A reunião teve como Ordem de Trabalhos os seguintes temas:

 

1 - Assuntos de Interesse para a Freguesia;

 

2 - Informação escrita do Presidente e da Situação Financeira;

 

3 - Aprovação da 1ª Revisão Orçamental de 2010.

 

No ponto primeiro da reunião o grupo parlamentar do Partido Socialista teve a oportunidade de saudar a mesa da Assembleia de Freguesia e a Junta de Freguesia pelo facto de pela primeira vez desde que sucederam à frente dos destinos da Freguesia ao PS, e já lá vão uns anos, ter sido cumprido , até ultrapassado, o prazo mínimo legal e regimental para a convocatória da reunião salientando que a posição assumida na ultima reunião pelo grupo de eleitos do Partido Socialista que abandonaram os trabalhos em protesto pela convocatória atrasada e fora dos prazos legais da mesma.

 

Numa altura em que o país assinalava a morte de um dos seus maiores expoentes culturais, o laureado com o prémio Nobel e com o Prémio Camões, José Saramago, o grupo socialista da Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus apresentou uma moção que foi aprovada por unanimidade cujo texto era o seguinte:

 

Moção

 

Escritor com um estilo muito próprio, José Saramago promoveu no mundo a portugalidade, a língua e a cultura portuguesa, laureado com o Prémio Nobel e galardoado com muitos prémios dos quais se destaca o de Camões.

 

Nascido em Azinhaga, na Golegã, o escritor que foi serralheiro mecânico, passou pelos jornais tendo sido director-adjunto do Diário de Notícias, funcionário público, foi como escritor que se evidenciou.

 

Homem de causas, militante comunista desde longa data, mas sempre espírito livre, soube transpor para a sua escrita a alma do seu povo, as suas alegrias e dores, de que “Levantado do chão”, em que tão bem retrata a realidade do Alentejo, é paradigma.

 

Nas suas obras, sempre questionou e se questionou sobre os temas mais controversos, desde os sociais aos religiosos, o  que muitas vezes lhe trouxe muita incompreensão.

 

Foi, aliás, esse espírito de questionar o inquestionável que lhe valeu a proibição de um secretário de Estado, de que a história não recorda o nome, de concorrer a um prémio literário europeu com um dos seus livros mais polémicos, mas nem por isso menos profundo, “O Evangelho segundo Jesus Cristo”, publicado em 1991. 

 

Para a literatura nacional e internacional contemporânea doou várias obras que depressa adquiriam o estatuto de excepcionalidade. Na literatura portuguesa contemporânea são hoje e serão no futuro, incontornáveis obras como “Memorial do Convento”,”O Ano da Morte de Ricardo Reis”, “Ensaio Sobre a Cegueira”,” As Intermitências da Morte”, para só citar algumas das suas obras.

 

Com um estilo muito próprio e único na literatura contemporânea, é considerado por muitos críticos, um mestre no tratamento da língua portuguesa.

 

Auto-exilado em Espanha, na ilha de Lanzarote na cidade de Tias, Saramago manteve o amor à sua pátria reconciliando-se com o seu país onde, por opção própria, ficaram para sempre as suas cinzas.

 

Morreu José Saramago! Não morreu a sua obra que se imortalizou, nem o seu exemplo de portugalidade, excelência e inquietude.

 

Neste momento em que a cultura portuguesa perdeu um dos seus mais lídimos representantes, a Assembleia de Freguesia lembra e homenageia o escritor que em tempos foi patrono de um prémio literário na Freguesia de Coração de Jesus.

 

Lisboa, 25 de Junho de 2010

 

O grupo de eleitos do PSD apresentou também uma moção homenageando o escritos que morreu em Tias, Lanzarote e à semelhança do eleito da CDU pediu um minuto de silêncio que foi escrupulosa e sentidamente cumprido por toda a Assembleia.

 

Também o grupo de eleitos socialistas aproveitou este ponto da rdem de trabalhos para apresentar uma proposta de trabalho  ao executivo da Junta de Freguesia no sentido da promoção dos tradicionais passeios de convívio com a terceira idade que foram sem qualquer razão aparente suspensos e deverão ser retomados.

 

MOÇÃO

Passeios de Lazer para os Idosos da Freguesia

 

A população da freguesia do Coração de Jesus é uma população envelhecida, na sua maioria com recursos escassos e muitas vezes isolada.

Cabe à Junta de Freguesia dinamizar a realização de passeios que promovam o Convívio entre os fregueses de idade mais avançada.

 

A Assembleia de Freguesia do Coração de Jesus vem assim defender a realização regular de passeios para a camada mais envelhecida da população.

Estes passeios devem obedecer aos seguintes princípios:

A)   Os destinos e duração deverão ser diversificados;

B)   A distribuição deverá ser feita, na medida do possível, ao longo de todo o ano;

C)   A selecção dos fregueses deverá ser feita de forma transparente e democrática:

  1. Os critérios de selecção, documentos exigidos, eventuais custos previstos, número de vagas e prazos de inscrição deverão ser afixados nos paineis da Junta com uma antecedência mínima de 30 dias sobre o prazo-limite para final do prazo de inscrição;
  2. Os resultados da selecção, assim como a aplicação dos critérios de selecção, serão afixados no placard da Junta até 10 dias úteis após termo do prazo de inscrição e durante o mínimo de 15 dias úteis, nos mesmos locais onde foram afixados os critérios de selecção.

D)   Os custos com a sua realização, da parte da Junta, deverão ser rigorosamente controlados e adequados aos fins em causa;

E)   Não deverão existir custos para o idoso.

 

Lisboa, 25 de Junho de 2010, 

 

Eleitos PS na Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus

 

 Outas foram as questões levantadas neste ponto da ordem de trabalhos, como por exemplo, o lamentar que o boletim informativo de Coração de Jesus tivesse mais uma vez aparecido desta feita com data de Abril mas destribuido dois dias antes da Assembleia de Freguesia em Junho. A qualidade fraca e pouco informativa do boletim para o valor gasto anualmente pelo executivo foi também criticado pelos socialistas da Assembleia de Freguesia.

 

Passando ao segundo ponto da Ordem de Trabalhos, o grupo de eleitos do partido Socialista criticou a informação do Presidente do Executivo da Junta que em apenas quatro parágrafos de três linhas cada definiu o trabalho da junta nos últimos três meses, concretamente a organizaçºão dos dois debates (saude e trânsito) que se realizaram na Freguesia, e organizalção das idas à praia a realizar no próximo triénio. Pouco para três meses em que a Junta poderia e deveria ter feito muito mais para ajudar os fregueses.

 

No último ponto da Ordem de Trabalhos,  Aprovação da 1ª Revisão Orçamental de 2010, não se procura traduzir aqui os argumentos expandidos durante a reunião por serem fastidiosos. Considere-se que os eleitos pelo PSD não abriram a boca em defesa do deocumento que afinal é seu, como aliás é habitual.

 

Os eleitos socialistas questionaram o executivo da razão porque na maioria das rubricas agora com reforço as verbas passaram geralmente para o triplo. Má orçamentação. Criticaram veementemente as despesas sumptuarias que a Junta teima em fazer. Quase dez mil euros para telemoveis, (expllicação parece ser uma má negociação com a operadora que agora exige a fidelidade), aumento substancial das despesas administrativas e deficientes (na nossa opinião) distribuição das verbas, que atribuidas de outra forma poderiam ajudar muito melhor a população carente da nossa freguesia.

 

O eleito pela CDU esboçando algumas criticas tímidas ao documento e aos escessivos gastos previstos, ficopu-se por aí.

 

No momento de votar os quatro eleitos do PSD votaram a favor do documento apresentado pelo Executivo, os quatro eleitos do PS votaram contra e numa estranha aliança com o PSD e depois de ter afirmado não haver razões para não votar contra a proposta, o eleito pela CDU absteve-se salvando a cara do executivo, que empatado (4-4) viou o documento ser aprovado com o voto de desempate da Presidente da Assembleia de Freguesia.

 

A partir de agora está perfeitamente claro quem apoia quem. O Executivo é responsável pela sua política de esbanjamento, publicidade e pouco mais e conta com o apoio claro e expresso a CDU. Cabe ao PS ser oposição e defender a população carente da freguesia o que faremos sem qualquer temor.

 

Lisboa 28 de Junho de 2010

publicado por pscoracaodejesus09 às 22:16

RIGOR E COMPETÊNCIA
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
17
18
19

20
22
23
25
26

27
30


as minhas fotos
pesquisar
 
Eleitos socialistas para a Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus
Eduardo Faria Caetano; Ermelinda Caetano; José Manuel dos Santos; Sónia Miranda.
Suplentes à Assembleia de Freguesia de Coração de Jesus pelo PS
Gustavo Seia; Maria Natércia Constâncio; Manuel Alçada Alves; Maria Teresa Silva; Hugo a Malcato; Manuela Brás Valente; Carlos Miranda; Luísa Sofio; José Bessa
Contacte connosco
coracaodejesus09@gmail.com
blogs SAPO